.

Edição 484

A minha alegria atravessou o mar e ancorou no tapete vermelho. Como assim, Vascota? A letra do samba não diz: "A minha alegria atravessou o mar e ancorou na passarela"? Cuidado, que tu ainda vai arrumar confusão com sambista...A folia de Momo acabou justamente no domingo do Oscar. Por isto, a alegria ancorou no tapete vermelho. Na verdade, alegria não seria a melhor palavra, pois a festa, convenhamos, foi meio chatinha. O apresentador desta 87ª edição do Oscar, o ator Neil Patrick Harris, não tinha lá muito graça, faltava-lhe justamente o molengotengo de nossos sambistas. Agora, chega de conversa e vamos à moda, que também...convenhamos novamente, não trouxe grandes e bombásticas surpresas.

- Oscar cinza - No Brasil, fala-se mais em "Cinquenta tons de cinza" do que propriamente nos filmes candidatos ao Oscar 2015. Dakota Johnson, a protagonista do filme, deixou totalmente o cinza de lado e apareceu na festa deslumbrante com um vermelho Saint Laurent. Foi como se quisesse dizer: "Não sou candidata à nada, mas quem brilha aqui sou eu". E o rabo de cavalo totalmente despretensioso? É só para aquelas com 50 fios de cabelos lisos, pois, do contrário, o caimento não ficaria legal, nem abusando da chapinha.

coluna 484 01

 

- Oscar feioso - Não sei por que algumas mulheres, quando em posição de destaque, decidem incorporar o "patinho feio". Foi o caso de Marion Cotillard. A magnífica atriz francesa era candidata ao prêmio de melhor atriz, tendo escolhido um Dior para desfilar no tapete vermelho. Ô escolha ruim! O que era uma espécie de faixa preta, ou elástico, na parte de trás do modelito? Marion tem que ter aulas de moda e elegância urgentemente com seus conterrâneos.

coluna 484 02

 

- Oscar simples - Outra que embarcou na onda do "patinho feio", ou melhor do "patinho simplezinho" foi Patricia Arquette. O braço de fora do modelo preto e branco Rosetta Getty não lhe favoreceu nem um pouco. Apesar da falta de elegância e dos cabelos desalinhados, Patricia levou o prêmio de melhor atriz coadjuvante.

 

coluna 484 03

 

- Oscar ousado - Quem duvidou que Lady Gaga não tivesse mais nenhuma carta na manga, nenhuma surpresa a oferecer, errou feio. A cantora apareceu no Oscar menos maluquete, digamos assim, vestindo um Azedine Alaia feito especialmente para ela. Mas, surpresa mesmo não foi o Alaia, mas sim a performance de Gaga no palco em homenagem ao filme "A Noviça Rebelde". Virou notícia no mundo inteiro, sendo aclamada, com toda a razão.

coluna 484 04

 

- Oscar debutante - Felicity Jones chegou com cara de debutante ao tapete vermelho. Nem de longe parecia uma estrela de cinema indicada ao Oscar de melhor atriz por sua participação em "A Teoria de Tudo". O modelo Alexander McQueen a deixou com cara de boa moça, algo no estilo "festa do interior". Mulheres, lembrem-se sempre: homem não gosta de mulher boazinha. Já dizia a atriz Mae West: "Quando sou boa, sou ótima. Quando sou má, sou melhor ainda".

 

coluna 484 05

 

- Oscar negro - O mundo protestou pela ausência de negros indicados ao Oscar 2015. Lupita Nyong'o provou, no entanto, que não precisa de indicação alguma. Desfilou pelo tapete vermelho coberta de pérolas por Calvin Klein. Uma verdadeira joia rara.

 

coluna 484 06

 

- Oscar periguete - Os fãs da cantora que me perdoem, mas Jennifer Lopez vem exagerando nas peitolas à mostra nos últimos eventos. Jennifer, definitivamente, não precisa disto. O vestido Elie Saab não era feio, tampouco vulgar, mas acho que já está na hora de a cantora cobrir os peitos e exibir outras partes do corpo; quem sabe, até mesmo, não exibir nada, para surpreender.

 

coluna 484 07

 

- Oscar comportado - Reese Whiterspoon estava elegantérrima em um Tom Ford. Porém, o vestido era comportado demais. Imaginemos quantas atrizes nutrem o desejo de desfilar, um dia, no tapete vermelho do Oscar. Para completar, Reese era indicada ao prêmio de melhor atriz por "Livre". Portanto, o momento pedia algo mais impactante.

 

coluna 484 08

 

- Oscar clássico - Julianne Moore é uma atriz estupenda. Escolheu Chanel e lá foi ela ao palco receber o merecido prêmio de melhor atriz. Dica: se você tem pouco dinheiro, opte por coisas boas. Com o primeiro dinheiro que conseguir juntar, compre uma peça de marca conceituada, de qualidade. Acredito muito no poder dos objetos. Quem sabe será com esta peça que você conseguirá um bom emprego, ou um namorado novo?

 

coluna 484 09

 

- Oscar físico - Eram quase 2h da manhã quando o prêmio de melhor ator foi anunciado. Vibrei quando meu candidato ganhou. Apenas fiquei um pouco triste, quando meu ídolo, o crítico de cinema Rubens Ewald Filho, que fazia comentários da festa no canal TNT, disse que Eddie Redmayne não captou bem o físico Stephen Hawking em "A teoria de tudo". Sou fã de Ewald desde criança, quando ele participava de um quadro com Leda Nagle no Jornal Hoje. Por isso, fiquei decepcionada com a opinião do crítico, afinal Eddie fez um excelente trabalho no filme. Vitória merecida para o ator de apenas 33 anos.

 

coluna 484 10

 

 

Leia também as outras edições

.

Sobre Flávia

flávia-new siteFlávia Vasconcellos já viu reis e rainhas, é jornalista, editora-chefe e colunista do site Falando de Moda.
Saiba mais...

Parceiros

banneratalhocultura120